Alexandra Lopes

Áreas de interesse:  Sociologia da Saúde, Sociologia do Envelhecimento, Desigualdades e pobreza, Estudos de género. 

Bio

Alexandra Lopes was born in 1973, in Portugal, and holds a PhD in Social Policy from the London School of Economics for a thesis on living arrangements and the well-being of older people in familialist social policy settings. She was up to early 2010 the Director of the Department of Sociology of the University of Porto, where she works as a senior lecturer. Her research interests and experience includes the analysis of inequality in old age, with a particular focus on theoretical and methodological instruments to address poverty in old age.She is also interested in the analysis of LTC systems, from a comparative perspective and particulalrly on methods to monitor performance of LTC systems.

Currently she is coordinating the Portuguese team that participates in the SPRINT consortium. SPRINT is a multidisciplinary research project, which aims to give meaning to the concept of social investment as applied to Long-Term Care provision.

CV

Licenciada em Sociologia pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto e mestre em Sociologia pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, doutorou-se na London School of Economics, na especialidade de Social Policy, com uma tese sobre as implicações do envelhecimento demográfico para os sistemas de organização do bem-estar social de tipo familialista. Especialista no domínio geral dos estudos sobre o envelhecimento, tem desenvolvido a sua atividade de investigação em torno de algumas temáticas específicas, entre as quais se destaca: a gestão das dependências e os sistemas de cuidados em Portugal; desigualdades e pobreza entre a população idosa; desenvolvimentos teóricos do conceito de classe social na relação com o envelhecimento demográfico; metodologias de análise longitudinal e de comparação internacional.

É coordenadora da equipa portuguesa no âmbito do projeto SPRINT - SOCIAL PROTECTION INNOVATIVE INVESTMENT ON LONG-TERM CARE, projeto de investigação financiado pelo Comissão Europeia no âmbito do quadro Horizonte2020. O objetivo deste projeto, com duração prevista de 3 anos e término em 2018 é o desenvolvimento de uma matriz comum ao espaço europeu para avaliação das diferentes soluções no domínio dos sistemas de cuidados continuados à população idosa. Essa matriz aplicará os princípios estruturantes do conceito de investimento social e envolverá a utilização da matriz SROI para análise dos diferentes países europeus. SPRINT envolve um consórcio de 12 instituições e é liderado pela London School of Economics. Alexandra Lopes coordena a equipa portuguesa que será responsável pelo workpackage 2.
Entre os seus anteriores projetos de investigação conta-se a monitorização científica do projeto cIDADES, projeto de âmbito nacional que procurou mapear e discutir as características dos espaços urbanos portugueses na perspectiva da sua relação com os os cidadãos mais velhos. Foi igualmente coordenadora do projeto Módulo65+: Módulo de questões para o cuidado aos idosos, financiado pela FCT, e do qual resultou um módulo validado de questões e disponível para uso livre pela comunidade para produção de dados sobre necessidades, utilização e modalidades de financiamento de cuidados a idosos dependentes.

É autora de várias publicações, nacionais e internacionais, nos domínios onde investiga.